Cultura
 

Cultural

Com cerca de oito mil habitantes, Nazareno encanta por sua história, iniciada na Minas setecentista. Período colonial em que prevalece a intensa extração de minérios, a influência da doutrina católica e a mão-de-obra escrava.
Um passado que explica a origem do nome Nazareno, uma homenagem à Virgem de Nazaré; o atual crescimento do município, ainda marcado pela extração mineral, com destaque para as reservas de tantalita, cassiterita, manganês, tântalo e columbita; e sua fama internacional na produção de imagens sacras.
Com a chegada do 1º Vigário, Padre Firmino José Custódio de Souza, vieram a construção da Capela de Nossa Senhora de Nazaré do Ribeiro Fundo e pouco depois, a construção da Capela de Nossa Senhora do Rosário, da irmandade dos negros. O desenvolvimento urbanístico do município se dá justamente em torno deste eixo viário que faz a ligação entre a duas igrejas, delimitando o atual núcleo básico urbano, hoje centro da cidade.
Do período escravista, Nazareno preserva seus dois quilombos, Jaguara e Palmital. E sob as influências da música sacra e clássica, tornou-se referência cultural na região, com a Banda E´ros, Banda do Rosário, Banda Municipal de Nazareth e Orquestra da Banda Municipal de Nazareth , que além do rico repertório e execução, destacam-se pelo grande número de jovens músicos. O encontro anual de bandas e liras e o Festinaza – Festival da Canção de Nazareno são destaques do seu Calendário Cultural, enriquecido ainda com a promoção da Exposição Agropecuária e Cavalgada.




+ Detalhes  
 


Prefeitura Municipal de Nazareno-MG
  Praça Nossa Senhora de Nazaré, S/N - Centro
Nazareno-MG - CEP: 36370-000
Telefone: (35) 3842-1100
email: prefeitura@nazareno.mg.gov.br

Versão 3.0