Município
Apresentação
Como Chegar
Cultura
Dados Gerais
Fotos Antigas
Fotos diversas
Galeria de Fotos
História
Símbolos Municipais
Administração
AGENDA DO PREFEITO
Gabinete do Prefeito
Prefeito
Setores
Administração
Agropecuária e Transportes
Assessoria de Comunicação
Assessoria Jurídica
Assistência Social
Contabilidade
Controladoria Interna
Cultura e Turismo
Educação
Esportes e Lazer
Fazenda
Obras e Meio Ambiente
Procuradoria
Saúde
Serviços
Fale Conosco
Telefones Úteis
Geral
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Projetos e Programas
Publicações
Aditivos e Contratos
Audiências Públicas
CALENDÁRIO ESCOLAR 2016
CARTILHA CONCESSÃO SUBVENÇÕES
CHAMADA PÚBLICA
Decretos
Downloads
Editais
Educação
GABARITO DO CONCURSO
LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL
Leis
Licitações
Patrimônio Cultural
Plano de Saneamento Básico
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
PUBLICAÇÕES
REGULAMENTO DO XIV FESTINAZA - 2016
SETOR DE PATRIMÔNIO CULTURAL
TABELA DO CAMPEONATO 2015
Legislação
LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA



 

  História

História

Já nos albores do século XVIII, as bandeiras já incentivadas pela descoberta de ouro na região, trouxeram paulistas e portugueses às margens do Rio Grande. Estes primitivos habitantes lá chegaram atraídos pelas grandes possibilidades de lá encontrarem veios auríferos. Este fato nos parece incontestável, pois observam-se, até hoje, valas e escavações, em terras de Nazareno, que datam do início do século XVIII. Este acontecimento põe à prova que o fator básico e preponderante do início da formação e mesmo da civilidade foi a riqueza do subsolo do atual município de Nazareno. O nome dos primitivos habitantes do então arraial em formação escapam ao nosso conhecimento, pois debalde foram nossos esforços na procura de notas e biografias a esse respeito. É certo, porém, que já existia, em 1725, o arraial já formado com um pequeno comércio, uma agricultura em pleno desenvolvimento e com pessoas que já se punham à faina de faiscar o ouro. Sabe-se ainda que foi no ano de 1725 que a capela de Nossa Senhora de Nazaré foi construída, em terrenos doados pelos fazendeiros Manuel Seixas Pinto e seu irmão José Gonçalves Pinto. Em 1734, a nova povoação tinha o nome de Ribeiro Fundo, sendo posteriormente alterado para Nossa Senhora de Nazaré, Nazaré é finalmente Nazareno. Os milagres atribuídos a Virgem de Nazaré, que levavam ao local constantes e contínuas peregrinações, influíram bastente no crescimento e no progresso do arraial. Em 1870, eram ainda poucas as fazendas existentes na região, admitindo-se mesmo que dois terços da área distrital pertenciam à Confraria de Nossa Senhora de Nazaré e a quatro potentados: Barão da Cachoeira, também conhecido como Barão da Ponte Nova e de Conceição da Barra, Barão de Coqueiros, Tenente Gabriel Leite e Capitão José Bernardino. Dentre os filhos ilustres de Nazareno, destacam-se o Padre José Dias Custódio que teve papel relevante, em 1831 no "Manifesto dos Mineiros" contra D. Pedro I e o Cônego Heitor Augusto da Trindade que, de 1893 a 1955, consagrou toda a sua vida na formação espiritual de seu povo e no amparo social da comunidade Nazarenense.

A fixação dos primitivos habitantes e a ocupação e o desbravamento do território tiveram como causa a exploração de ouro na região, o amanho da terra e as atividades ligadas à criação de gado.

O topônimo do município é em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré. Segundo se conta o município anteriormente denominado "Nazaré", passou a denominar-se Nazareno, porque havia um outro município, no território Nacional, com o nome de Nossa Senhora de Nazaré.

O gentílico dos que lá nascem é "Nazarenense".

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: JOÃO BOSCO DOS REIS



 



Prefeitura Municipal de Nazareno
Praça Nossa Senhora de Nazaré, S/N - Centro
Nazareno-MG - CEP: 36370-000
Telefone: (35) 3842-1100
www.nazareno.mg.gov.br
   
   
 
     
 
Versão 2.0